Facebook Twitter Flickr YouTube
Terça-feira, 12 de dezembro de 2017 movimento ciência cidadã

histórico

O Movimento Ciência Cidadã é fruto de vários encontros e discussões que se iniciaram em Belém/PA, durante a reunião da Rede Rural (3 a 6 de junho de 2012) e que gerou o Manifesto. A decisão da criação de um Movimento em prol da Ciência Cidadã teve sua origem a partir dos riscos e impactos das biotecnologias, particularmente os transgênicos, não só no Brasil como em diversos países da América Latina, Europa e nos Estados Unidos. O Movimento remete-se, num primeiro momento, à alimentação e a saúde sem, porém, esquecer de registrar as catástrofes ocorridas pela utilização da energia nuclear, Hiroshima e Nagasaki, Chernobyl e, recentemente Fukushima, que produziram milhares de vítimas.

O Manifesto contou inicialmente com cento e sete assinaturas de pesquisadores, professores, técnicos e estudantes da área das ciências humanas e sociais bem como das ciências ambientais ligados às questões do desenvolvimento rural e agrícola e do modelo tecnológico promotor de exclusão da agricultura familiar e das comunidades tradicionais.

Posteriormente, o Manifesto foi ampliado e lançado no FORUM MUNDIAL CIENCIA E DEMOCRACIA, ocorrido na Cúpula dos Povos da Reunião Rio 2012.

Recentemente, o Manifesto - já com um carácter de Movimento, obteve expressão significativa quando apresentado no Seminário Internacional 10 anos de transgênicos no Brasil, organizado pela Associação de Direitos Humanos - Terra de Direitos na cidade de Curitiba (PR), no período de 21 a 25 de outubro de 2013. Participaram da reunião especial, onde foi decidida a criação do “Site Movimento Ciência Cidadã” e vislumbrada a constituição de uma coordenação regional e nacional do movimento. Acordou-se também a realização um encontro nacional onde deverá ser constituída essa equipe de coordenação do Movimento Ciência Cidadã.

Clique aqui para ler o manifesto

Clique aqui para aderir ao Movimento Ciência Cidadã